Teatro On line x Teatro Pobre Marcia Zanelatto

O teatro na pandemia à luz de Grotowski em três problemas

Dois problemas democráticos da política identitária Wilson Gomes

Os identitários da direita nos ajudam a investigar, de modo menos benevolente, o que esses movimentos realmente produzem e o valor democrático de seus métodos e premissas

Exaurir a tolerância: os vínculos poéticos de Manoel Ricardo de Lima Carolina Anglada

Intitulada “Xenofonte”, a nova recolha de poemas de Manoel Ricardo de Lima dá-se a ler pelo espectro do que representou a vida deste empenhado discípulo de Sócrates

Ilusão de ser «única» e outros desejos de mulheres Alessandra Affortunati Martins

Assim como Karen Horney, muitas outras psicanalistas, tais como Virgínia Bicudo, Neusa Santos Souza, Sabrina Spielrein, Melanie Klein, Anna Freud têm sido resgatadas sob novas luzes

Populista não, sectário Wilson Gomes

Como pode Bolsonaro ser um populista se, enquanto inundações, desmoronamentos e vazamentos de barragens castigavam duramente centenas de municípios baianos e mineiros, ele continuou a publicar fotos posando com jet sky em balneários do Sudeste e do Sul, como uma subcelebridade deslumbrada do Instagram?

Aniquilação da vitalidade Eduardo Guerreiro Losso

Na discussão a respeito do filme “Não olhe para cima”, de Adam McKay, pouco importa se ele é bom ou não. Importa é que toca na verdade infernal de nossa relação com a realidade

Amora Pêra, Thiago E.: botes, gatos e outros modos Manoel Ricardo de Lima

Amora Pêra e Thiago E. nos lembram que o debate, cada vez mais, se com o corpo disposto e reexposto, neste país e nestes tempos de agora, tem a ver com dignidade

Estranhas no Paraíso Ivana Bentes

Filme perturbador esse A Filha Perdida, dirigido por Maggie Gyllenhaal em exibição na Netflix. Filme feminino, feminista, que toca em uma série de questões espinhosas e incômodas

Caminho como perda Alessandra Affortunati Martins

Sobre “A potência das fendas” de Vladimir Safatle e Flo Menezes

O Papai Noel no ano da Peste Leonardo Goldberg

O rito fúnebre depende de uma dignidade bastante especifica que não foi relegada a milhares de brasileiros nesses anos de Peste

TV Cult