Mais um acordo pelo alto Vladimir Safatle

Se for perguntado por que a democracia brasileira reagiu mal à tentativa de golpe do 8 de janeiro, por que ela continua frágil e vulnerável, a resposta verdadeira é: porque tentamos, mais uma vez, resolver tudo produzindo um acordo pelo alto em um momento no qual, ao contrário, seria necessário justiça e reconhecimento do dolo

A pior direita do mundo quer fazer do Brasil o pior lugar do mundo  Tales Ab'Sáber

A grotesca mobilização de uma CPI em São Paulo para perseguir um homem universalmente reconhecido por seu trabalho como bom e justo, mas não por bolsonaristas e MBLs, é o retrato final do puro veneno que se tornou a direita brasileira

A imaginação grotesca bolsonarista Leandro Aguiar

A estética do grotesco, como a descreve o casal de filósofos Muniz Sodré e Raquel Paiva, insere-se numa tradição nacional de brejeirice e pantominas insólitas de enormíssimo apelo popular

Não atirem no mensageiro Wilson Gomes

Hoje, o consumo de informação e a mobilização política não se dão em dois espaços diferentes, mas concomitantemente e no mesmo ambiente digital

A solidez do populismo margarina: Javier Milei vence na Argentina Renato Duarte Caetano

A paródia se estabiliza como uma estratégia política do contemporâneo. Isso quer dizer que, infelizmente, o ridículo veio para ficar, e é por este motivo que, se desejamos enfrentar o derretimento da política via piada, precisamos compreender como opera tal estratégia

Subjetivações e lugares sociais neofascistas no Brasil Tales Ab’Sáber

o movimento social, psíquico e ideológico da nova extrema direita que ganhou toda força no Brasil

Genocídio palestino e o grito de Antígona Berenice Bento

Acabar intencionalmente com a infância palestina é, como sonharam os pioneiros sionistas, cortar o mal pela raiz. Na guerra demográfica declarada por Israel contra o povo palestino, mulheres e crianças se tornaram, há muito tempo, os principais alvos

O conflito Israel-Palestina: uma perspectiva crítica para além do corredor moral da esquerda Wilson Gomes

Não se pode admitir no estreito corredor ideológico nem mesmo quem considera que tanto Israel quanto os palestinos têm direito não só a existir e a prosperar, mas a um Estado próprio onde viver em paz

entrevista | O fim do capital na era da informação Paulo Henrique Pompermaier

Autora de “O capital está morto”, a escritora australiana McKenzie Wark fala sobre pensar a realidade para além das ferramentas teóricas de Marx

O genocídio palestino e as palavras que matam Berenice Bento

O genocídio contra o povo palestino está em curso e seguirá, porque antes do poder bélico de Israel e dos Estados Unidos foram construídas as condições ideológicas que retiram do povo nativo qualquer possibilidade de resistência

Fevereiro

TV Cult